Vinalda Vinalda Experience Catálogo Marcas Regiões Media Contactos
     
Tejo
REGIÕES

A região do Tejo está localizada no coração de Portugal, a uma curta distância da capital, conhecida como terra de vinhas, olivais, florestas de sobreiro, gado Mertolengo, e dos famosos cavalos Lusitanos. 

A viticultura tem raízes profundas no Tejo, anunciada como uma das mais antigas regiões produtoras de vinho no País, a Região Vitivinícola do Tejo (IGP Tejo) divide-se hoje em seis sub-regiões: Tomar, Santarém, Chamusca, Cartaxo, Almeirim e Coruche. 

Anteriormente conhecida como Ribatejo, desde 2009 a região tem sido simplesmente chamada Tejo, uma homenagem ao rio que definiu a sua paisagem, clima e economia durante séculos. A amplitude e força do rio influenciam o solo e clima, sendo responsáveis por moldar os terroirs distintos da região: Bairro, Charneca e Campo. 
Bairro 

O Bairro está localizado na zona norte do rio Tejo. Estas terras altas são compostas por colinas e amplas planícies, ricas em solos de calcário e argila. Mais a norte, partes da terra contêm depósitos de xisto, encorajando as videiras a estabelecerem raízes mais profundas. 

Charneca 

Localiza-se a sul do campo, na margem esquerda do rio Tejo, com solos arenosos que forçam as videiras a lutar, e por sua vez produzem frutos mais complexa. Nesta zona, as temperaturas são mais elevadas assim as uvas amadurecem mais rápido do que no resto da região. 

Campo 

O Campo situa-se junto às margens do rio, uma proximidade que oferece um clima mais ‘marítimo’, equilibrando as temperaturas e consequentemente influenciado o caráter frutado, a acidez e frescura dos vinhos. Os solos aluviais destas planícies proporcionam uma boa drenagem, sustentando as vinhas. 

As castas tintas nativas do Tejo incluem a nobre Touriga Nacional – a casta portuguesa por excelência - bem como as castas Trincadeira, Castelão e Aragonês. O aromático Fernão Pires e o Arinto vivaz produzem alguns dos vinhos brancos mais refrescantes da região. Estas castas autóctones prosperaram em climas quentes e solos complexos da região do Tejo, mantendo a elevada acidez natural, para produzir vinhos equilibrados com características de frutas ricas. 

CONHEÇA AS NOSSAS MARCAS

Siga-nos